Divã

Ela Pede Conselho Quanto ao Namorado Ciumento

“Meu namorado é ciumento demais. Ele sente ciúme de todos os meus amigos e até da minha família. Ele quer estar comigo em todos os lugares e não me deixa só um só minuto e isso me sufoca.

Quando estou com meus amigos, ele não se aproxima. Meus amigos já comentam que não tenho mais tempo para eles. O que faço para contornar essa situação?

Devo abrir mãos dos amigos, ou do namorado? Devo insistir em fazê-lo mudar ou tentar escrever outra história? E se eu abrir mão dos meus projetos agora, eu terei de abrir mão sempre? Será que o desejo dele em estar sempre comigo é amor ou possessão?

Ajuda-me, pois o amo muito, mas não estou sendo feliz com ele.”

LÉA MENDONÇA RESPONDE:

Ninguém merece total exclusividade, nem marido, nem filhos, nem amigos, nem o trabalho, nem a religião. Somos seres sociáveis, temos necessidade e gostamos de estar entre pessoas. Para cada momento uma delas...

Há prazeres que só Deus pode dar, outros, só o amor da gente, mas há prazeres que só amigos queridos podem dar. Vida a dois só é boa quando ambos são companheiros e não donos, quando ambos se respeitam e não desconfiam um do outro.

Respeito à privacidade é coisa fundamental. Serem dois numa só carne, não quer dizer que ambos devam andar de coleiras, muito menos vasculhando a vida e a carteira do outro, porque isso acaba se tornando infernal e nenhum relacionamento sobrevive a isso. Essa insegurança do seu namorado com certeza tem uma origem.

Tente conversar com ele e apresentar-lhe limites. Casamento para a mulher não deve ser solução de problema, mas uma maneira de continuar sonhando. Pense no seu futuro e escolha alguém que vai dar asas às suas imaginações e não quebrá-las.