Divã

Recentemente descobri que minha filha do meio gosta de mulher...

J. Dolores:

Tenho três filhas; duas são casadas e bem sucedidas na vida, mas, recentemente descobri que a minha filha do meio gosta de mulher.

Minhas amigas desconfiavam dos seus trejeitos, mas eu não enxergava, ou não queria enxergar; só sei que o meu mundo caiu quando descobri que ela mantém um relacionamento de três anos com uma colega de trabalho. Não sou preconceituosa, mas não estava preparada para essa realidade.

Amo a minha filha, mas não consigo aceitar essa prática. Tenho chorado às escondidas para que ela não perceba o tamanho da minha dor, mas infelizmente nosso relacionamento esfriou um pouco. Sinto-me culpada por ela ser assim e acho que se o pai dela estivesse vivo, nada disso estaria acontecendo. Não posso dizer isso a ela, mas acho sujo o que ela faz. Ajuda-me a voltar a demonstrar à minha filha que a amo, mesmo não concordando com suas práticas.

Léa Mendonça:

Querida J. Dolores, não se culpe, nem deixe de viver a sua vida só porque sua filha decidiu viver a dela como bem lhe parece aos olhos. Você a criou e lhe mostrou o caminho. Quem vai decidir se continua nele ou não, é ela. Seu papel de mãe cristã é amá-la, orar por ela e sempre que tiver uma oportunidade lembrá-la da verdade.

É mais fácil alcançar o coração de quem se sente amado. Se você quer salvar sua filha, encha-se de amor por ela. Deus fez isso quando decidiu nos salvar; Ele nos amou, quando ainda éramos pecadores. "Com homem não te deitarás como se fosse mulher; é abominação." (Lv 18:22) Deus não aprova a homossexualidade (Rm 1:26-27), mas querer impor isso a sua filha não será a melhor saída. Regenerar uma criatura é papel exclusivo do Espírito Santo.

O que todas as mães, que enfrentam situação semelhante deveriam fazer nesse momento crucial é amar seus filhos mais do que nunca, pois quem ama é benigno e paciente para ensinar a verdade até que ela seja uma realidade. Rejeição, repreensão severa e o castigo não consertam; traumatizam e inibem. Quando aceitamos as pessoas como elas são temos maior condição de ouvir seus gemidos e ajudá-las. Sabemos que a prática da homossexualidade ofende a Santidade de Deus, que criou macho e fêmea para viverem em família e em sociedade.

Poderíamos citar inúmeros versículos que comprovam essa ofensa, mas quem não conhece a Palavra continuará achando que inflamar-se nas paixões carnais é algo natural. O que menos vai surtir efeito agora são palavras persuasivas. Na orientação do Espírito Santo você salvará sua filha. Não a rejeite; seja flexível no amor, para que o Espírito Santo possa amá-la através de você e convencê-la dos seus pecados.

O amor que se sente por um filho é incondicional. Se você se afastar, como você poderá salvá-la? O amor é benigno e paciente; é capaz de sofrer, de suportar e esperar. As maiores qualidades de um homem de Deus não é cantar bem, ou pregar eloquentemente, mas ser instrumento do seu amor até que o Espírito Santo realize sua mais pertinente obra, a regeneração de uma vida.